Prelazia

Bispo responsável: Dom Erwin Krautler

Nascimento: 12/07/1939 -Koblach/ Áustria, ordenação

presbiteral: 03/07/1965 - Salzburg/ Áustria.

Sagrado bispo em 25/01/1981 - Altamira - Província

Eclesiástica Belém do Pará.

 

Endereço: Avenida João Pessoa, 1212 CEP 68371-040 - Centro, Altamira - Para - Brasil

 

Tel: 0055.0XX93.3515.1761 - Curia - 0055.0xx93.3515.2494

 

 

Características Gerais da Prelazia

A Prelazia do Xingu foi criada a 16/08/1934, pela Bula “Animarum Bonum Postulat” do Papa Pio XI, desmembrada da Arquidiocese de Belém do Pará e das então Prelazias de Santarém e Santíssima Conceição do Araguaia. Foi confiada pela Santa Sé aos cuidados da Congregação dos Missionários do Preciosíssimo Sangue de Cristo. 1º Administrador Apostólico: Dom Armando Bahlmann, OFM (1935). 2º Administrador Apostólico: Padre Clemente Geiger, CPPS (1935-1948). 1º Bispo Prelado: Dom Clemente Geiger, CPPS (1948 a 1971). 2º Bispo Prelado: Dom Eurico Krautler, CPPS (1971 a 1981).

 

Superfície: 368.086,0 KM²

População: 392.211 hab

Densidade Demográfica 1,1 hab/km² (baseado em dados do, IBGE - 2000)

 

 Mapa da Prelazia do Xingu

 

MunicípioS pertencentes: Altamira, Anapu, Bannach, Brasil Novo, Cumaru do Norte, Gurupá, Medicilândia, Ourilândia do Norte, Placas, Porto de Moz, São Félix do Xingu, Senador José Porfírio, Tucumã, Uruará, Vitória do Xingu.

 

A Prelazia do Xingu é formada por seis regiões pastorais:

Região Alto Xingu: Ourilândia do Norte, São Félix do Xingu e Tucumã;

Região Médio Xingu: Vitória e Souzel;

Região Baixo Xingu: Porto de Moz e Gurupá

Região Transamazônica Oeste: Brasil Novo, Medicilândia, Uruará e Placas;

Região Transamazônica Leste: Belo Monte e Anapu

Região de Altamira: Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Áreas: Perpétuo Socorro e Imaculada Conceição

 

Os municípios de Cumaru do Norte e Bannach são atendidos pela Diocese de SS. Conceição do Araguaia.

 

A Prelazia possui três instâncias de decisão: Grande Assembléia do Povo de Deus no Xingu, Conselho de Pastoral e Coordenação de Pastoral.

 

 

Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã

Nossa Missão

 

Nós, Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã, filhas de Madre Madalena Damen, chegamos ao Brasil em 1872, na Cidade de São Leopoldo. Iniciamos a nossa missão na Educação, estendendo para a Saúde e Assistência Social. E hoje contamos com os seguintes campos de missão:

Nesta última terça-feira o Bispo do Xingu, Dom João Muniz, junto a coordenação do Pastoral fizeram uma coletiva de Imprensa para o lançamento do Seminário “Laudato Si”- (Louvado seja) que será realizado pela Rede Eclesial Pan Amazônica. O local escolhido foi o Sítio Betânia.

 

 

 

 

Foi um lançamento feito dentro do espírito do REPAM, na intenção de marcar a temática amazônica, na beira do Igarapé.

 

 

 

 

A divulgação de que o Seminário do REPAM que vai nos dias 26 a 28 de maio de 2017, para a Imprensa local, tem um intuito de também indicar uma pauta aos Meios de Comunicação Sociais em preparação a este importante evento.

 

Houve um momento também para uma breve confraternização com os profissionais de comunicação.

 

A preocupação ambiental da Igreja através da Encíclica Papal aponta caminhos a todas as pessoas, na orientação de um desenvolvimento sustentável, que deve ocorrer em todos os níveis: pessoal, comunitário e social. Nas atitudes do dia a dia, em produções na roça e na cidade. Na produção visando a sustentabilidade de todo o sistema. Rever práticas, visualizar o que se tem e a partir dai projetar um futuro melhor e sustentável.

 

 

Abaixo o conteúdo para divulgação:

 

A REPAM, Comissão Episcopal para A Amazônia e Prelazia do Xingu realizarão o SEMINÁRIO LAUDATO SI nos dias 26 a 28 de maio de 2017, no Centro de Formação Bethânia a fim de aproximar mais as Igrejas locais aos ideais da REPAM nacional.

 

Participarão lideranças de nossa Igreja no Xingu, Poder Público, Instituições Acadêmicas, E Organismos não governamentais. O Seminário se propõe iluminar a realidade local através de uma ação educativa para criar uma cultura ecológica e elaborar um mapeamento eclesial da Pan-Amazônia nos três eixos: eclesial, social e ambiental.

 

OBJETIVO DA REPAM

Fortalecer a presença missionária no território amazônico, por meio de parceria entre diversas entidades como o Conselho Episcopal Latino-Americano, a Rede Cáritas e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A proposta da Repam é unir forças e criar caminhos de diálogo, cooperação e articulação entre todos os atores eclesiais presentes na região.

 

OBJETIVO DO SEMINÁRIO

Tornar a REPAM conhecida, a fim de que possa identificar e fortalecer iniciativas socioambientais da Igreja e da sociedade civil na Amazônia, possibilitando o intercâmbio de saberes e ações, caracterizando o trabalho em rede.

 

PROGRAMAÇÃO

 

MOMENTOS FORTES:

1º -  26/05/2017-Audiência Pública

2º -  27/05/2017-Estudo, aprofundamento, análise e diagnóstico da realidade da Região do Xingu e Transamazônica

3º -  Estudo da Encíclica Laudato Si

 

Visite o site da REPAM

Assista ao Vídeo:

Coordenadores de pastoral, religiosos, religiosas, leigos e leigas dos seis regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que fazem parte da Amazônia Legal participam até o dia 16, na cidade de Belém (PA), do II Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal. A reunião que começou nesta segunda-feira (14), tem como proposta discutir a realidade política, social, econômica, cultural e religiosa da região, e a contribuição da Igreja Católica para a promoção e defesa da vida dos habitantes e da biodiversidade. A proposta é fazer uma análise geral de como está sendo desenvolvido o trabalho missionário, atualmente, na região. Além disso, ouvir o depoimento dos bispos e, a partir daí, traçar novas perspectivas e estabelecer novos desafios.

O presidente da Comissão Episcopal Especial para a Amazônia da CNBB, cardeal Claudio Hummes, diz que o encontro vai ser uma oportunidade para criar uma unidade ainda maior. “Esses encontros sempre visam fortificar as unidades sem desrespeitar a diversidade da região, é claro”, afirma.

O trabalho missionário da Igreja Católica na Amazônia existe há 400 anos, desde fundação da cidade de Belém. De lá para cá muito já foi feito e outros tantos desafios ainda precisam ser enfrentados. “A igreja sempre teve presente na história da Amazônia e sempre esteve presente para acompanhamento do povo na história e para ajudar a iluminar o caminho nessa história”, afirma o cardeal Hummes.

O primeiro encontro ocorreu em Manaus(AM),em 2013 e, ao final do encontro foi redigida e divulgada uma carta-compromisso.

O bispo emérito do Xingu (PA)e presidente do Comitê Brasileiro da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), dom Erwin Kräutler, explica que ainda tem muito a ser feito na região.

O documento foi uma indicação, dicas para todas as prelazias e dioceses para implantação e fortificação da igreja na Amazônia. O que importa é que as igrejas tomem consciência que todos nós temos que caminhar na mesma direção e viver o compromisso na Amazônia", ressalta dom Erwin.

Durante o II Encontro também deve ser dado destaque às experiências pastorais em execução na região, bem como refletir sobre novas propostas pastorais à luz dos documentos e orientações do papa Francisco.

Fonte: CNBB

 

Realizou-se de 10 a 12 de novembro de 2016 a 2ª reunião anual do Conselho de Pastoral da  Prelazia do Xingu que abordou como tema a Exortação Apostólica de Papa Francisco : "Amoris Laetitia" e  o serviço da Pastoral Familiar assessorados por Luciana Carvalho e Socorro Silva da Coordenação da Pastoral Familiar Regional Norte II (Pará e Amapá).

Estiveram presentes  81 conselheiros /as representando as 15 paróquias, 2 áreas pastorais e 6 regiões pastorais.

Foi um momento de  formação, espiritualidade  e troca de experiência  em relação ao trabalho de acompanhamento  às famílias conforme o previsto em nosso Plano de Pastoral na prioridade Família.

 

Equipe  do Centro de Pastoral

Doris e Peta

PRELAZIA DO XINGU

SERVIÇO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO CATEQUÉTICA

 

Nós, 97 catequistas presentes na 3ª Assembleia do Serviço de Animação Bíblico Catequética da Prelazia do Xingu, reunidos no Centro de Formação Bethânia de 29 de janeiro a 01 de fevereiro de 2015, temos a alegria e satisfação de chegar até vós para compartilhar a vivência de fé, esperança e compromisso com o Projeto de Deus, que vivemos nesses dias nesta grande assembleia. Aprofundamos o tema: Catequese no Xingu: caminho para a experiência com o Senhor. E o lema: “Ide fazei discípulos meus todos os povos”. (Mt 28,19), que nos compromete a ser discípulos e discípulas, missionários e missionárias neste chão sagrado.

Impulsionados pela força do Espírito Santo, somos chamados a viver a conversão pessoal, a leitura orante da Palavra de Deus, a vivência do Mistério Pascal, o testemunho profético, a vida de oração pessoal e comunitária, a valorização da família, a defesa da vida, o respeito às diferenças, sendo uma Igreja solidária, criativa, dinâmica, servidora, acolhedora e comprometida com os excluídos (as) de nossa sociedade, reverenciando a criação em vista da justiça e da paz. Promovendo um profundo e verdadeiro encontro com o Senhor, que nos renova e motiva para testemunhar os sinais do Reino de Deus no meio de nós.

Animados (as) por Jesus Cristo, juntos com o nosso Bispo, padres, religiosos, religiosas, leigos e leigas nos comprometemos a:

 

Anunciar Jesus Cristo, com a força do Espírito Santo, no caminho da Iniciação à Vida Cristã, conhecendo-O, amando-O e seguindo-O como discípulos missionários em comunidade de fé, à luz da Palavra de Deus, rumo à maturidade em Cristo. (cf. Ef 4, 13).

 

Diante do novo objetivo e das inquietações sentidas, as regiões puderam apresentar propostas para o trabalho catequético da Igreja do Xingu para os próximos cinco anos. E assim, reafirmamos como princípio norteador a centralidade da Palavra de Deus, e como prioridade o Processo de Iniciação à Vida Cristã. Tendo como pistas de ação a Catequese familiar e vivencial, e também a Formação continuada de discípulos missionários. Com base nisso, foi sugerido algumas atividades a serem feitas dentro de cada pista, como:

  1. CATEQUESE FAMILIAR E VIVENCIAL

  • Grupo de vizinhos;

  • Visita nas famílias, enfermos, pessoas afastadas em parceria com pastorais específicas;

  • Terço;

  • Grupo de reflexões de casais;

  • Encontro de catequizandos nas suas famílias (3 encontros na casa das famílias e 1 na comunidade);

  • Implantar encontro de casais com Cristo;

  • Catequese de intercambio entre turmas de catequese

  • Encontros paroquiais de catequese e prelatícios

  • Encontros de catequistas e catequizandos por região;

  • Retiros em preparação aos sacramentos;

  • Catequese orante com as famílias

  • Retiro para catequistas

  • Realizar um levantamento da realidade ecológica da comunidade para um trabalho de conscientização ambiental;

  • Ano Litúrgico tendo como foco a Páscoa; as entregas dos símbolos da fé na comunidade; a família.

2- FORMAÇÃO CONTINUADA DE DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS

  • Bíblica, litúrgica, estudo dos documentos da Igreja (DNC,...), ano litúrgico;

  • Estudar o itinerário;

  • Criar Escola Bíblica Catequética paroquial e manter a prelatícia;

  • Estudo eclesiológico

  • Formação prelatícia (janeiro e julho) manter.

  • Estudos de temas específicos (catequese com portadores de necessidades especiais...)

  • Estudo do CEBI por região.

 

Na oportunidade escolhemos os representantes por região que formaram a nova coordenação:

Altamira: Marinalda de Almeida (coordenadora) e Sônia Maria Feitosa da Silva (1ª secretária)

Transoeste: Antônio Mariano Graciano (vice-coordenador) e Valdeci Bocaiuva da Paixão (1ª tesoureira)

Alto Xingu: Ivanete Santos Cunha (2ª tesoureira) e Divino Milton Alves (apoio)

Médio Xingu: Maria Ferreira Duarte (apoio)

Baixo Xingu: Edilson Amorim Costa (2ª secretário) e Ana Lígia Veiga (apoio)

Transleste: Roberto Martinelli da Silva (apoio)

 

Assessoria: Sacerdotal: Pe. Gilmar Dalcanale

Religiosa: Ir. Helena Accadrolli

Laical: Marlúcia de Jesus Alves


 

Encerrada a Assembleia, ficou a motivação para que a catequese caminhe rumo à formação de discípulos missionários nesta imensa Prelazia e a vontade de transformar a realidade deste povo que tem sede da Palavra de Deus.

Que Nossa Senhora de Nazaré interceda junto a Deus na vida de cada catequista dessa Prelazia.

Um abraço fraterno de todos os participantes da III Assembleia de Catequese.

 

 


 

Bethânia, 01 de fevereiro de 2015.