N. S. Perpétuo Socorro

26 de Julho 2014 – Santos Joaquim e Ana (pais de Nossa Senhora)

Leitura: Eclo 44, 1.10-15

Evangelho: Mt 13, 16-17

 

Não sabemos muito de São Joaquim e de Santa Ana, dos pais de Maria. Podemos apenas contemplar a importância dos dois a partir das atitudes da filha. Maria vivia numa confiança firme em Deus. Resultado da vida e da educação recebidas dos pais. Somos convidados neste dia a refletir sobre tudo que nós recebemos das nossas famílias e dos nossos amigos e vamo-nos juntar ao Eclesiástico: “Vamos fazer o elogio das pessoas famosas, nossos antepassados através das gerações!”

25 de Julho 2014 – Apóstolo São Tiago

Leitura: 2 Cor 4, 7-15

Evangelho: Mt 20, 20-28

 

Competição, luta por reconhecimento e medo de falhar e perder marcam a nossa vida. Queremos valer como autoridades, como pessoas dominando a vida com todas as suas dificuldades. O evangelho nos apresenta hoje os apóstolos com as mesmas atitudes. Eles querem ser grandes neste novo reinado de Jesus de Nazaré. Mas, ele deu aos discípulos e dá hoje a nós uma resposta desafiadora: Quem quer valer, quem quer ser grande deve se tornar servidor. A palavra que o evangelho aqui usa é “escravo”. Ser humilde, se sentir como escravo do próximo – nisto consiste a vida do Cristo e assim somos nós desafiados a imitá-lo.

24 de Julho 2014

Leitura: Jr 2, 1-3.7-8.12-13

Evangelho: Mt 13, 10-17

 

Deus nos chama a viver com responsabilidade. Está confiado a nós este mundo, a criação. Jeremias tem que denunciar a irresponsabilidade de seu povo. Jesus expressa o mesmo dizendo que só poucos entendem o projeto de Deus e respondem ao chamado para uma vida em plenitude. Temos que decidir a nossa vida hoje de novo.

23 de Julho 2014

Leitura: Jr 1, 1.4-10

Evangelho: Mt 13, 1-9

 

O profeta Jeremias provavelmente é a figura mais trágica do Antigo Testamento. Ele vence até a personalidade do Jô. Vocacionado e confirmado como escolhido ele passou uma vida atrapalhada e finalmente sem sucesso. Ele parece como o semeador do evangelho que semeando perde quase 80% das sementes que caem em chão não predestinado para produzir frutos. O amor de Deus não depende do nosso sucesso. O amor de Deus é incondicional. Jeremias é modelo de uma pessoa que se deixou envolver no projeto de Deus com todas as consequências.

22 de Julho 2014 – Santa Maria Madalena

Leitura: Ct 3, 1-4

Evangelho: Jo 20, 1-2.11-18

 

Em Maria Madalena o Novo Testamento nos apresenta uma história de conversão. Da prostituta e pessoa possuída se desenvolve uma discípula fervorosa e fiel. Este dia quer nos animar a acreditar no amor e na misericórdia de Deus. Nenhum momento na história da nossa vida passa a toa. Cada momento nos chama a procurar a proximidade e intimidade com este Deus que só sabe amar. Deixemo-nos hoje envolver neste amor na realidade que estamos vivendo.

21 de Julho 2014

Leitura: Mq 6, 1-4.6-8

Evangelho: Mt 12, 38-42

 

Deus está na disputa com o seu povo. ELE está em disputa hoje conosco. A nossa atitude religiosa tem a tendência a procurar merecer graça e exigir que Deus se manifeste para podermos acreditar. A lei divina está baseada na nossa razão e prudência. Faz bem para nós promover vida, faz bem para nós praticar o perdão e a misericórdia. A nossa maneira de viver leva a ganhar para ter, o projeto de Deus nos chama para cultivar e aumentar o nosso ser. Precisamos apenas seguir à nossa prudência e deixar a nossa ansiedade de ganhar e ter.

20 de Julho 2014

1ª Leitura:Sb 12, 13.16-19

2ª Leitura: Rm 8, 26-27

Evangelho: Mt 13, 24-43

 

Deus envolve seu povo numa esperança confortadora e na paz (livro da Sabedoria) e ELE vem apoiar a fraqueza humana com SEU Espírito Santo (carta de São Paulo aos Romanos). A paciência e clemência de Deus abrem espaço para que nossa vida possa ser desenvolvida. As parábolas que Jesus conta confirmam isto. O joio pode crescer no meio do trigo e a menor semente da mostarda tem tempo para crescer e se desenvolver para uma árvore grande. O tempo da nossa vida é oportunidade para fazer o bem crescer e a ser mais coerente com o projeto de Deus. Cuidamos bem do nosso tempo de vida.

18 de Julho 2014

Leitura: Is 38, 1-6.21-22.7-8

Evangelho: Mt 12, 1-8

 

Deus é um Deus de vida. O Profeta Isaias apresenta a história do rei Ezequias. No meio das tribulações da guerra com os Assírios ele encontra a graça e clemência de Deus por causa da sua oração confiante. Jesus confirma esta mensagem que Deus promove a vida. Quem cria morte e sofrimento é o ser humano. Este dia nos convida a conversão para uma vida que promova o bem e paz do nosso próximo para encontrarmos nós mesmos também a paz.

19 de Julho 2014

Leitura: Mq 2, 1-5

Evangelho: Mt 12, 14-21

 

Os profetas do Antigo Testamento não se cansaram de falar de um Deus que por amor vai cuidar do seu povo e vai tirá-lo do sofrimento e da injustiça. Jesus está se referindo a estes anúncios e ele mostra que é a força salvadora de Deus: o carinho e o cuidado. Jesus vivendo no Espírito de Deus realiza este carinho curando e consolando no meio do povo. Banhados neste Espírito Santo no nosso batismo e confirmados no crisma somos nós chamados a viver o carinho de Deus hoje no nosso dia a dia. Deus não age violento e castigando quem está errado ou fora, ELE quer acarinhar as pessoas através de nós para salvar e encaminhar o novo mundo prometido.

 

17 de Julho 2014

Leitura: Is 26, 7-9.12.16-19

Evangelho: Mt 11, 28-30

 

Não existe vida sem dificuldades e sofrimentos. São as nossas limitações que causam dores e decepções. Os textos bíblicos de hoje nos trazem o convite de Deus a buscar a paz. Não querendo aceitar o lado doloroso e difícil da nossa vida jogamos nosso sofrimentos facilmente em cima de outros. Assim aumentamos a dor e a vida fica mais dura ainda. Deus nos convida em Jesus a assumir um novo estilo de vida e uma nova perspectiva para a nossa existência. A criação é como o processo de um parto – doloroso, mas com a perspectiva de vida. Confiando no projeto de vida de Deus a dor perde sua força destrutiva. Vivendo como Jesus na humildade encontramos a paz e a vida não é mais um fardo insuportável.