N. S. Perpétuo Socorro

FaceBook  Twitter  

05 Agosto 2014

Leitura: Jr 30, 1-2.12-15.18-22

Evangelho: Mt 15, 1-2.10-14

 

As vezes parece que a nossa situação é incurável, que não existe mais consolo e conforto para os nossos corações tão feridos. No meio da catástrofe da deportação e exílio do povo o profeta fala para seu povo que Deus é sempre capaz de mudar a sorte humana e que ELE vai agir. Palavra para nós hoje diante de tantas situações que nós não dominamos mais. Deus tem a última palavra e ELE tem uma palavra para a vida.

FaceBook  Twitter  

04 de Agosto 2014

Leitura: Jr 28, 1-17

Evangelho: Mt 14, 22-36

 

Os profetas Jeremias e Ananias estão em conflito. Ananias anuncia que tudo vai se tornar para o bem: o final do exílio do povo, a volta do tesouro do templo da Babilónia e paz para o povo. Jeremias porem anuncia ainda mais deportações e mais sofrimento para o povo. Deus não salva porque o povo não confia e não faz passos para se converter. – Temos hoje também vozes bem diferentes e opostas. Uns falam tudo para o bem, outros enxergam só perigos e dificuldades. A palavra chave é “confiança”. A história da travessia do mar da Galileia no evangelho fala disso. O mar símbolo do mal e do perigo. Apenas a confiança de Jesus e em Jesus acalma os ventos e as ondas. Nas tribulações das nossas vidas somos desafiados a confiar e fazer passos de conversão, nos virando para o próximo e cuidando e promovê-lo.

FaceBook  Twitter  

03 de Agosto 2014

1ª Leitura: Is 55, 1-3

2ª Leitura: 8, 35.37-39

Evangelho: Mt 14, 13-21

 

A graça de Deus é maior de tudo. Ela não nos tira das dificuldades e sofrimentos, mas ela nos faz vencer tudo. A graça se manifesta onde nós começamos viver diferente partilhando e deixando nossas competições, onde a meta não é mais merecer e ganhar, mas doar e cuidar. Assim se realiza o projeto do Reino de Deus e alivia o fardo da nossa vida.

FaceBook  Twitter  

02 de Agosto 2014

Leitura: Jr 26, 11-16.24

Evangelho: Mt 14, 1-12

 

Perseguição e rejeição é a sorte do profeta. Jeremias escapou por pouco da morte encontrando a proteção de Aicam. João Batista sofreu a morte por causa da rejeição e da raiva da Herodíades. Jesus mesmo também encontrou a paixão e a morte na cruz. Mais uma vez a palavra de Deus se mostra uma contra-força no nosso mundo que não anda conforme os projetos humanos. Ela nos chama a arriscar a nossa vida para realizar o bem e transformar este mundo.

FaceBook  Twitter  

01 de Agosto 2014

Leitura: Jr 26, 1-9

Evangelho: Mt 13, 54-58

 

A palavra de Deus não é como bálsamo para nossa vida. Ela chama a conversão e a uma vida diferente. Por isso os profetas e também Jesus encontraram sempre também rejeição. Mas a palavra de Deus é uma força que realiza o que está anunciando. Ela é criativa e não apenas um vento que passa. Somos chamados a acolher ela com um respeito novo e com serenidade para que ela seja força para a vida e não para a morte.

FaceBook  Twitter  

31 de Julho 2014 – Santo Inácio de Loiola

Leitura: Jr 18, 1-6

Evangelho: Mt 13, 47-53

 

O oleiro trabalho o barro para criar vasos ou tijolos ou outras coisas importantes para a vida. As obras que saem com sucesso vão para o forno para sejam queimadas e assim fixadas. Aquilo que não sai bem fica amassado para ser de novo trabalhado. - Esta palavra do Profeta Jeremias é uma imagem da nossa vida. Deus quer nos formar para que tenhamos um significado na vida e para contribuímos para o projeto do mundo. Sobre o valor da nossa vida não decide o que nós achamos como sucesso ou vitória, mas apenas o quanto contribuímos para o projeto do Reino de Deus. - Santo Inácio fez esta experiência. Ele se considerou importante como soldado e guerreiro. Ferido em uma batalha ele descobriu que sua vocação era ajudar outros na vida espiritual e na procura de Deus. Assim cada um de nós tem a sua vocação própria. Deixamo-nos hoje animar para descobri-la.

FaceBook  Twitter  

30 de Julho 2014

Leitura: Jr 15, 10.16-21

Evangelho: Mt 13, 44-46

 

O profeta Jeremias é uma das figuras trágicas no Antigo Testamento. Ele nunca experimentou sucesso, mas sim perseguição e desprezo. Mas, Jeremias encontra a paz na sua vida e nos momentos difíceis na palavra de Deus. Aqui ele encontra justiça e consolo. Deixamo-nos hoje envolver em paz e justiça contemplando e acolhendo a palavra de Deus que nos chama mais uma vez a descobrir o Reino de Deus na pessoa do próximo. Aqui está ou tesouro que vale mais que qualquer outra coisa.

FaceBook  Twitter  

28 de Julho 2014

Leitura: Jr 13, 1-11

Evangelho: Mt 13, 31-35

 

As parábolas da semente de mostarda e do fermento falam de uma verdade da nossa vida. Qualquer atividade ou projeto da nossa vida exige nosso empenho total. Coisas realizadas pela metade não prestam para nada. E dedicação total exige decisão. Fazendo um é preciso deixa outro. Estes processos de vida vão nos transformar. A semente que cai na terra morre por um lado, mas se transforma numa planta enorme. O fermento colocado na massa se perde nela, mas produz um pão ou bolo gostoso. Estas parábolas chamam a todos nós que ficamos paralizados nas nossas vidas por medo que algo poderia mudar. Temos medo que a vida possa ficar pior e temos medo de algo novo que ainda não conhecemos. A tentação é ficar no estado atual que conhecemos. O evangelho nos chama arriscar o novo.

FaceBook  Twitter  

29 de Julho 2014 – Santa Marta

Leitura: 1 Jo 4, 7~16

Evangelho: Jo 11, 19-27

 

Este dia nos convida a refletir sobre o amor. O amor é mais que um sentimento ou uma emoção que vem e vai. O amor é uma decisão de deixar ou outro fazer parte da minha história de vida, é decisão de confiar no outro – seja porque ele ou ela é pessoa boa ou confiar na capacidade que ele ou ela possa mudar e melhorar. Amar significa fazer bem ao outro independente se mereça ou não. O amor como atitude é a força maior que qualquer morte.

O evangelista João nos fala que o amor é a única maneira como encontrar Deus. No amor Deus se manifesta. E Deus é amor. Não existe outro caminho para Deus senão pelo amor ao próximo.

FaceBook  Twitter  

27 de Julho 2014

1ªLeitura: 1 Rs 3, 5.7-12

2ª Leitura: Rm 8, 28-30

Evangelho: Mt 13, 44-52

 

Aprendemos que oração é importante para nós. Mas, o que rezamos e o que pedimos de Deus? - Pedimos que nós nos livre de dificuldades? Que Ele nos conceda o necessário para a nossa vida? Ou que Ele nos proteja contra forças malignas? - Salomão pediu sabedoria para discernir a vida e as próprias ações. Parte da sabedoria também é do que Paulo nos fala: “Quem está com Deus àquele tudo na vida serve para o bem!” Com isto temos as nossas dificuldades. A nossa vida está cheia de rejeições e negações. Julgamos muitos momentos como negativos. O evangelho nos convida a descobrir o Reino de Deus no campo, na terra onde trabalhamos, nosso dia a dia. Assim descobrir o Reino, o projeto de Deus em cada pessoa que encontramos. Esta descoberta nos leva a fazer bem a cada um e fazer desta maneira o Reino de Deus crescer.