Paróquia Santa Luzia

12 de junho de 2017

 

Convite

 

 

O Comitê em Defesa de Anapu com a Comissão Pastoral da Terra e a Paróquia Santa Luzia junto com a Pastoral da Juventude, convidam as Comunidades Eclesiais de Base, os grupos de Juventude, as Paróquias da região, grupos organizados que trabalham para melhorar o mundo, e as pessoas com este sonho para nos dias 20 a 23 de julho de 2017 participar da caminhada da 12ª Romaria da Floresta em Anapu, Pará.

 

Há 12 anos que Irmã Dorothy foi assassinada porque defendia o direito do povo à Terra, a um meio de viver com dignidade com justiça e segurança.  e a Natureza toda como a própria vida do Povo. “A morte da Floresta é o fim da nossa Vida,” ela dizia. Ela defendia a retomada das terras de Anapu que são públicas dos grileiros. Por isso incomodava os grandes e foi morta.

 

Nestes 12 anos, o povo continuou a lutar por este mesmo projeto: retomada das terras públicas dos grileiros para a Reforma Agrária, ocupação destas terras pelas famílias de agricultura familiar para produzir, viver bem e defender a natureza. Nestes 12 anos o povo vem lutando com paciência exigindo que os governos municipal, estadual e federal comprem seus deveres e obrigações com o povo e exigindo que o Ministério Público Estadual e Federal faça justiça mesmo.

 

Mas o processo é devagar, muito devagar e a paciência está ficando pouco e procuramos até quando temos de esperar a justiça? Até quando temos de aguentar as ameaças contra nossa vida e segurança e a vida e segurança das nossas filhas e dos nossos filhos? Até quando temos de esperar pelo cumprimento de nossos direitos? Até quando teremos a paciência de esperar?

 

Há 12 anos que fazemos a Romaria da Floresta, a caminhada do túmulo da Dorothy no Centro São Rafael até o lugar no PDS Esperança onde ela foi morta, um ato de fé, de resistência, de celebração, de memória. É um momento de partilha, de fortificar nossa fé em nós mesmos, e em nossa organização e celebrar a memória da Dorothy e outros mártires e nossas vitórias.

 

Este ano estamos celebrando a graça especial de ter a imagem da Nossa Senhora Aparecida que está fazendo uma peregrinação por Brasil conosco. Ela vai caminhar conosco até o PDS. Nossa Senhora Aparecida foi encontrado por pescadores pobres, e tem sido a Santa especial dos pobres e das pobres trabalhadores, oprimidos e sofredores. Na celebração da fé nela encontramos a força de se juntar e lutar para a vida, a dignidade, a liberdade e a alegria!

 

Neste momento da nossa história a violência é demais. Toda semana tem uma chacina numa área rural, num bairro urbano ou numa favela -- muitas vezes com o envolvimento da Polícia Militar. A corrupção e podridão dos governantes de cima são demais. Nas palavras do Zezé de Camargo e Luciano: Este trem está desgovernado!

Foto da Irmã Doroty   11ª ROMARIA DA FLORESTA

    21 a 24 de julho de 2016 em Anapu – Pa

 

 

   Objetivos da Romaria:

 

» Celebrar e rezar pela vida, pela terra, pela floresta e pela luta.

» Celebrar a memória da vida da Irmã Dorothy e as nossas lutas!

» Celebrar as pessoas que têm dado sua vida na luta pela terra, pela paz e pelo sossego.

» Gritar todos e todas juntos por justiça: que as autoridades ajam em prol da VIDA, PAZ e JUSTIÇA

» Partilhar novas ideias, novos jeitos de olhar os problemas para construir novas saídas.

» Trocar experiências, dar força e coragem um ao outro, uma à outra para começar a viver agora aquilo que sonhamos: Mundo de Justiça, Paz e Amor.

 

   Memória:

Quem são eles?

- Hércules: um jovem de 17 anos, ocupante do Lote 46, assassinado na Praça de Anapu.

- Jesusmar: Pai de família, dono do Lavajato, dava apoio aos ocupantes do lote 83·

- Zé do Lapada: Ocupante do Lote 83, líder na organização do povo, pioneiro de Anapu.

- Ivanzinho: Parente de um ocupante do Lote 83, apoiava a ocupação.

- Cosme: Morador antigo do Surubim, falou que apoiava o povo ocupando lote 83.

 

O que todos tinham em comum?

A luta pela terra, luta pela vida, o desejo para paz e justiça e defesa dos companheiros e companheiras.

Eles irritavam os grandes pretensos donos de terras, que sempre querem mais terras.

Mataram estes cinco homens exatamente como eles mataram Irmã Dorothy. A luta é a mesma.
Tem outras pessoas que lutaram?

E nossos jovens assassinados, envolvidos em roubo de motos, de casas. Eles estão ganhando desta atividade? Quem ganha?

Como conseguir a verdadeira justiça? Comotirar nossos jovens destas atividades que leva à cadeia e morte para eles?

 

Queremos Justiça!

Até hoje não tem ninguém na cadeia para responder por estes crimes. As mortes continuam. Quantas pessoas têm sido assassinadas em Anapu desde janeiro de 2016?
Tem gente na cadeia para estes crimes?

 

Quando Irmã Dorothy foi assassinada, a justiça respondeu. Teve pessoas presas, julgadas e condenadas. O fato é que Regivaldo Pereira Galvão ainda está fora da cadeia, mas teve julgamentos. Nestes casos agora ninguém está preso, ninguém julgado, ninguém responsabilizado.

Nestas mortes de 2015 e 2016 só tem impunidade. Está quase se tornando normal de resolver suas queixas matando. É isso que queremos que nossos filhos e nossas filhas aprendam?

Houve uma passeata pela paz, houve um abaixo-assinado pedindo para as autoridades agirem. Mas até agora nada.

 

E daí?

Vem! Pense em novos jeitos de viver, novas linhas de ação!

 

Futebol para jovens e adolescentes:

Os pais vendo que drogas estavam circulando no campo dos homens, começaram um time de futebol para jovens e adolescentes, bem longe do campo dos homens.
O time é campeão.

 

Capoeira:

Jovens que estavam já começando a se envolver com drogas, grupos de roubo e furto, foram convidados de treinar na Capoeira. Eles estão trocando faixas, ganhando o respeito da comunidade toda.

 

O grupo de jovens:

Reúnem de 15 a 30 jovens toda semana para conversar sobre os problemas, estudar, brincar, trocar de experiências.

 

Quadrilha de Alto Bonito:

Uma avó convidou crianças para formar ensaiar quadrilha. Contagiou a vizinhança. Acampamento: Famílias acampadas na beira da estrada de terra para ocupar reuniram e formaram termos de Bem Viver entre eles para viver na Paz e segurança.

 

Quais outros exemplos que você está sabendo que mostram que já tem gente vivendo a Paz e Justiça e amor do qual sonhamos

 

LEITURAS DA BÍBLIA PARA ENRIQUECER A REFLEXÃO:

Apocalipse 6, 9-10
1 Reis 21, 1-24
João 6,1-15

2 Reis 4,1-7
Miqueias 3, 1-8

Atos dos Apóstolos 3,1-10

 

Escolham uma leitura cada vez nos encontros da comunidade.o.

Qual é a esperança a partir destas leituras? Qual é a força que nós encontramos nelas? Como praticar estas leituras hoje?

 

COMO SERÁ:

Concentração no Centro São Rafael ao meio dia no 21 de julho. Saída às 15hs.

Caminhada pela estrada da Santana e chegada no Lote 55, PDS Esperança no dia 23
de julho. Missa de Encerramento com Dom João, novo bispo do Xingu, na Cruz
onde Ir. Dórothy foi assassinada no dia 24 de julho pela manhã.

 

TRAGA: rede e cordas ou barraquinha, prato, colher, copo, tênis, sapatos ou
chinelos bem confortáveis!

Comunidades preparam: teatro, canto, poesia, dança, declarações, cartazes!

ROMEIROS E ROMEIRAS
CAMINHANDO EM
DEFESA DA VIDA, DA
TERRA E DA FLORESTA

Caminhada de Anapu até PDS Esperança, Lote 55 onde Irmã Dorothy foi assassinada, mas ela vive sempre, sempre, sempre na luta do povo.

 

9 ªRomaria da Floresta
Romeiros e Romeiras caminhando em defesa da Vida, da Terra e da Floresta!

 

Convidamos todos os membros das comunidades a se preparar para este momento especial em nossa caminhada em Anapu.

 

Lembramos que perdemos Irmã Dorothy na luta pela terra, pela floresta, pela vida e pela liberdade do povo. Caminhamos juntos para renovar nosso compromisso com este mesmo objetivo: lutar toda hora em toda maneira pela vida, pela terra e pela floresta convidamos cada um e uma das nossas comunidades a participar nesta caminhada, ou em oração e apoio na sua comunidade, ou na caminhada mesmo, partilhando nossas histórias, nossas lutas, nossas memórias, nossas esperanças e nossa coragem e animação.

 

Concentração no Centro São Rafael à tarde no dia 17 de julho. Caminhamos pela Estrada de Santana até o PDS Esperança ..
Mística de encerramento aos 20 de julho pela manhã na Cruz onde Ir. Dorothy tombou.

 

Volta a Anapu à tarde.

Não esqueça: rede, cordas, prato, colher e copo!

Prepare um jeito de partilhar suas descobertas, ideias, sugestões.

 

Venha! Participe! Faça parte! Celebre!

Texto de: Danyllo da Pastoral da Juventude do Xingu

 

A Paróquia Santa Luzia do Anapu no Estado do Pará, desde 2006 realiza a Romaria da Floresta. Uma caminhada na fé, oração e esperança com uma peregrinação de mais de 50 km, Ela inicia no Centro de Formação São Rafael localizado no centro da cidade e vai até o local onde Ir. Dorothy Stang, religiosa, missionária, representante da Comissão Pastoral da Terra(CPT) foi assassinada por pistoleiros. Os mandantes poderosos que por meio de grilagem se apossavam de terras públicas. O motivo de tal ato brutal foi porque ela estava junto dos agricultores organizando-os na luta por justiça e na busca de seus direitos junto as autoridades competentes e com bases legais.

 

Esse ano a Romaria da Floresta realizou-se de 20 a 23 de julho de 2017, com a mistica de início de caminhada com a presença de Dom João Muniz Alves, bispo do Xingu.

 

 

Entre muitas frases ditas por Ir Dorothy uma ecoa forte em nosso meio e por todos os continentes “A morte da floresta é o fim de nossas vidas. E assim como Dorothy, consideramos que esse modelo de desenvolvimento que se baseia somente no lucro, como: destruidor da natureza, concentrador de riquezas, opressor dos indefesos, explorador dos pobres e excluídos, repressor de direitos e ceifador de vidas, ele não condiz com o projeto de sociedade que o Cristo queria.

 

Caminhamos, rezamos em romaria e continuamos lutando, porque consideramos justa a resistência popular pelo direito dos que não conseguem se defender, e são silenciados com ameaças covardes. A Igreja do Xingu acolhe estes pequeninos em seu lar, sentindo suas dores e lutando para que tenham o direito a vida, a terra, a justiça, a paz.

 

 

Lembramos que em tempos de retrocessos com o avanço do “modo conservador de governar” a política brasileira tem sido ocupada e encabeçada por grupos e figuras que se utilizam do poder para implantar projetos e aprovar políticas que visam a manutenção de seus privilégios, retirando recursos e direitos básicos e inalienáveis do povo.

 

Nós, povo brasileiro, juventude e sociedade organizada precisamos ter clareza do que se passa, para nos posicionarmos junto as trincheiras dos que estão lutando em defesa da democracia e da vida, exercendo sua cidadania de maneira consciente e responsável. Precisamos se bons de oração e de luta!

 

 

Esse ano os organizadores da Romaria da Floresta contaram com a ajuda da Pastoral da Juventude do Xingu (PJX) que colocou em seu calendário anual a participação ativa e efetiva da juventude nesse momento de fé, de consciência e de resistência com a presença de 150 jovens, totalizando mais de 350 romeiros e romeiras a caminharem na fé e na defesa da vida por quatro dias fortes e firmes em seu compromisso de fé e de missão no solo sagrado do Xingu. O encerramento da caminhada finalizou com a celebração da Santa Eucaristia presidida por Dom Erwin Krautler, bispo emérito do Xingu.

 

 

A Pastoral da Juventude do Xingu e toda a equipe organizadora da Paróquia Santa Luzia agradece de coração a todos e todas que se disponibilizaram em sair do conforto de suas casas para vivenciar a experiência da Romaria da Floresta, que a cada ano se amplia e se faz necessária como grito de esperança e profecia. A Romaria não é um simples evento, mas um processo que se consolida em um momento de reflexão sobre o modelo de desenvolvimento, de sociedade, de Igreja, de ser humano firmes na fé e na justiça que buscamos e queremos alcançar inciando já aqui o Reino de Deus.

 

Lembramos que não foram apenas 4 dias fora de casa, caminhando, mas 4 dias de troca de experiências, de diálogos e de articulações e de ideias construindo caminhos de vida. Momentos também fortes de denúncias, de reflexões, de memórias de nossa história e de nossos mártires, onde se visualiza e se sente o eco das emoções, das lamentações, da indignação do Povo de Deus, mas também é um momento de muita animação com canções, paródias, músicas, adorações, gritos e orações. Ao mesmo tempo se partilha e se compadece com as dores, com os cansaços, com as lágrimas e com as misticas que nos fazem compreender o sentido profundo do companheirismo, da fraternidade e da solidariedade entre irmãos forjadas na luta. Tudo isto surge a partir do respeito, carinho e consideração que nos faz superar todos os limites, ao mesmo tempo que passam a fortalecer a caminhada do povo de Deus, porque tudo está interligado.

 

Romaria da Floresta é VIDA!

Caminhada de fé e vida dos romeiros, isto é ESPERANÇA!

Dorothy vive para SEMPRE!!!!

Povo do XINGU e Pastoral da Juventude PRESENTE SEMPRE!

Louvado seja nosso Senhor!!!

Anapu, Pará – 11 de junho de 2013

 

No ano 2011, o governo municipal de Anapu assinou um TAC com o Ministério Público Federal se comprometendo a fazer diminuir o desmatamento ilegal no município. Este acordo não foi cumprido. Terminou Anapu sendo uma sede para a Operação Onda Verde de IBAMA. Uma das exigências do TAC foi 80% dos agricultores do município cadastrados no CAR para poder fazer roça de forma legal.

Comissão Pastoral da Terra-CPT Xingu - Núcleos Altamira /Anapu

Rua Santa Luzia, 32 - Anapu, PA

 

Amigas e Amigos, Companheiras e Companheiros, Colaboradoras e Colaboradores:

Vocês estão convidados e convidadas de participar nos eventos que comemorarão o 10º aniversário do assassinato da Irmã Dorothy. Haverá a celebração da Santa Missa presidida por Dom Erwin Krautler às 10 horas no Centro São Rafael, Anapu onde há o túmulo da Irmã Dorothy. Nesta missa haverá Crisma de 7 jovens. Depois da missa haverá um grande almoço comunitário. À tarde está programada uma conversa com várias autoridades dos governos municipal, estadual e federal.

Quando enterramos o corpo da Irmã Dorothy em fevereiro de 2005, repetimos muitas vezes que não estamos enterrando Irmã Dorothy, mas sim, estamos a plantando. Ela é uma semente que vai dar muitos frutos. Queremos celebrar estes frutos e as novas sementes que estes frutos estão lançando.

O povo ficou e a luta continuou como continua. De uma forma ou outra vocês têm participada desta caminhada. Neste dia queremos celebrar esta caminhada. Convidamos vocês a participar desta celebração junto com o povo de Anapu.

VENHA! PARTICIPE! CELEBRE!

DOROTHY VIVE: SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE!

SOMOS FRUTOS! SOMOS SEMENTES! SOMOS SEMENTES! SOMOS FRUTOS!