Pão para a vida

Padre Miguel faz reflexões diárias a partir da leitura da Palavra de Deus.

Breve histórico:

Nome completo: Michael Rohde, Missionário do Sangue de Cristo -CPPS
Nascido na Alemanha parte ocidental, na região Norte, interior de uma vila pequena localizada no meio entre Frankfurt e Hannover.
Entrou no seminário 1985, foi ordenado diácono 1992 e trabalhou um ano e meio numa paróquia na Baviera perto da fronteira com Áustria, 50 km distante de Salzburgo onde eu estudou.

Em1993 foi sua ordenação sacerdotal. Por dois anos trabalhou como vigário numa paróquia perto do Lago de Constância na fronteira com Suíça. De 1995 a 2000 trabalhou como formador e professor no Colégio da congregação na região de sua origem (5 km distante da casa de seus pais). Era o local onde passou seu tempo escolar. Tinha que cuidar dos jovens que ficavam internados e voltavam para suas famílias só no final da semana. Em 2000 fecharam esta parte do internato do colégio e assim ficou livre para vir para o Brasil. No ano 2000 cursou de língua Portuguesa no CENFI em Brasília. 2001 e 2002 trabalhou como vigário no Perpétuo Socorro e na Catedral na cidade de Altamira. 2002 até 20012 reitor do seminário de sua Congregação em Ananindeua. Desde então, voltou a trabalhar como pároco do Perpétuo Socorro em Altamira.

FaceBook  Twitter  

02 de Junho 2014

Leitura: At 19, 1-8

Evangelho: Jo 16, 29-33

 

Eu disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim!” – Num mundo que tem como marcas as competições, conflitos e tribulações Jesus chama todos nós a viver em paz. O chão em que cresce a paz é a confiança. Ela nos capacita a viver em união fraterna. Onde existe união Jesus mesmo se faz presente e realiza comunhão.

FaceBook  Twitter  
01 de Junho 2014 – Ascensão do Senhor   1ª Leitura: At 1, 1-11 2ª Leitura: Ef 1, 17-23 Evangelho: Mt 28, 16-20       Jesus volta para perto do Pai e promete o Espírito Santo. Rezamos hoje juntos como Paulo na sua carta a comunidade dos Efésios: Que Deus abra o nosso coração e nos ilumine para compreendamos a esperança e a nossa vocação. ELE está conosco em todos os nossos caminhos e em todos os tempos.
FaceBook  Twitter  

31 de Maio 2014 - Visitação de Nossa Senhora

Leitura: Sf , 14-18

Evangelho: Lc 1, 39-56

Maria e Isabel, as duas mulheres arriscaram se envolver com os desafios e promessas de Deus. E mesmo que as duas não possam contar com a compreensão das pessoas por sua volta, elas se encantam com os momentos que estão vivendo. Deus está no caminho para salvar seu povo. ELE olha aos pequenos e deixa especialmente eles participarem da nova realidade que está iniciando. Também, nós somos convidados a participar do Novo que Deus está criando no nosso meio – o Reino dos Céus.

FaceBook  Twitter  

30 de Maio 2014

Leitura: At 18, 9-18

Evangelho: Jo 16, 20-23

 

Como cristãos estamos inseridos na história deste mundo. Por dois milênios tínhamos que aprender que o Reino de Deus não se deixa construir de hoje para amanha e nem cai do céu como a chuva. O evangelho e o próprio apóstolo Paulo comparam a chegada do Reino de Deus com a gravidez da mulher e o parto que traz a nova vida à luz. Um processo acompanhado com emoções distintas ... por um lado a alegre expectativa e a esperança e por outro lado dores e medos ou angústias se tudo der certo. Somos chamados a estar firmes no nosso lugar no meio do nosso mundo diário e testemunhar a nossa esperança e fazer visível onde os traços do Reino de Deus já estão presentes: no nosso perdão mutuo e na nossa solidariedade para com o outro.

FaceBook  Twitter  

29 de Maio 2014

Leitura: At 18, 1-8

Evangelho: Jo 16, 16-20

 

Resistência e rejeição eram a experiência de Jesus e também de Paulo e outros missionários. A mensagem que Jesus nos deixou não combina bem com o rumo do nosso mundo. A resistência se torna até um sinal que ainda estamos no caminho certo. O aplauso e reconhecimento de todos é sinal que estamos acomodados com o nosso mundo. Somos chamados a ser sal nas feridas do nosso mundo.

FaceBook  Twitter  

28 de Maio 2014

Leitura: At 17,15.22 – 18,1

Evangelho: Jo 16, 12-15

 

Paulo está em Atenas ... e ele está sozinho. Assim nem o discurso brilhante que ele dá diante dos filósofos no areópago consegue conversão. Falta o testemunho de comunhão. Na nossa missão o mais importante não são as nossas palavras mas sim os nossos gestos concretos de amor e de comunhão ativos com o próximo. Aqui encontramos o desafio e a metodologia para a nossa missão de evangelizar nos nossos dias.

FaceBook  Twitter  

27 de Maio 2014

Leitura: At 16, 22-34

Evangelho: Jo 16, 5-11

 

Jesus anuncia o Espírito Santo como aquele que conduz para a verdade e como defensor. Paulo e Silas fazem esta experiência na cidade Filipe. Assim foram libertados da cadeia e aconteceu conversão no meio dos opressores. Paulo e Silas não atuam em nada para se defender. Somos chamados a viver no espírito de Jesus e confiar que ele também hoje vai nos defender e promover a missão. Confiantes não precisamos auto-defesa ou combater o oposto.

FaceBook  Twitter  

25 de Maio 2014

1ª Leitura: At 8, 5-8.14-17

2ª Leitura: 1 Pd 3, 15-18

Evangelho: Jo 14, 15-21

 

A mensagem de amor de Jesus encontra um povo “faminto” e com ansiedade de viver diferente. Por um lado crescem comunidades procurando esta vida diferente e experimentando muita alegria, por outro lado precisa a exortação do autor da 1ª carta de Pedro para animar pessoas a ficarem fieis ao projeto do Cristo. Jesus deixou a promessa de se manifestar na vida daqueles que observam o mandamento do amor. Somos desafiados a decidir a cada dia o nosso caminho diante do nosso mundo atual.

FaceBook  Twitter  

26 de Maio 2014

Leitura: At 16, 11-15

Evangelho: Jo 15,26 – 16,4

 

O conflito com a sinagoga e o judaísmo não se deixa resolver. Paulo e seus companheiros ficam excluídos e expulsos como Jesus no evangelho tinha predito. A nova missão se dirige aos lugares onde há pessoas que querem ouvir – nos lugares de oração de pagãos ou como hoje a um rio onde mulheres estão trabalhando. Ir onde tem gente que querem escutar ou que normalmente estão afastados – isto é o grande desafio da nova evangelização nos nossos dias. O Papa Francisco nos chama para sair dos nossos prédios e procurar as pessoas a fora.

FaceBook  Twitter  

24 de Maio 2014

Leitura: At 16, 1-10

Evangelho: Jo 15, 18-21

 

Os Apóstolos e as primeiras comunidades tinham que enfrentar o seu mundo com suas formas religiosas e costumes. Assim Paulo deixa circuncidar Timóteo para evitar mais conflitos. O evangelista João citando Jesus confirma que a nova maneira de viver de Jesus vai causar conflitos. “O servo não será maior que o Senhor!” Jesus foi crucificado e morto por causa do seu jeito diferente. O mesmo os seus discípulos têm que enfrentar também. O nosso tempo hoje não é diferente do passado 2000 anos atrás. Amar o próximo não é mais comum que neste tempo. Somos desafiados a viver na fidelidade ao projeto do Cristo. Ele venceu as advertências com seu amor.