Pão para a vida

Padre Miguel faz reflexões diárias a partir da leitura da Palavra de Deus.

Breve histórico:

Nome completo: Michael Rohde, Missionário do Sangue de Cristo -CPPS
Nascido na Alemanha parte ocidental, na região Norte, interior de uma vila pequena localizada no meio entre Frankfurt e Hannover.
Entrou no seminário 1985, foi ordenado diácono 1992 e trabalhou um ano e meio numa paróquia na Baviera perto da fronteira com Áustria, 50 km distante de Salzburgo onde eu estudou.

Em1993 foi sua ordenação sacerdotal. Por dois anos trabalhou como vigário numa paróquia perto do Lago de Constância na fronteira com Suíça. De 1995 a 2000 trabalhou como formador e professor no Colégio da congregação na região de sua origem (5 km distante da casa de seus pais). Era o local onde passou seu tempo escolar. Tinha que cuidar dos jovens que ficavam internados e voltavam para suas famílias só no final da semana. Em 2000 fecharam esta parte do internato do colégio e assim ficou livre para vir para o Brasil. No ano 2000 cursou de língua Portuguesa no CENFI em Brasília. 2001 e 2002 trabalhou como vigário no Perpétuo Socorro e na Catedral na cidade de Altamira. 2002 até 20012 reitor do seminário de sua Congregação em Ananindeua. Desde então, voltou a trabalhar como pároco do Perpétuo Socorro em Altamira.

22 de Junho 2014

1ª Leitura: Jr 20, 10-13

2ª Leitura: Rm 5, 12-15

Evangelho: Mt 10, 26-33

 

A nossa realidade humana está marcada pelo pecado, por brigas e conflitos. Paulo quer nos encorajar. A graça de Deus é major que a realidade de pecado. Por isso não precisamos ficar com medo ou preocupação pela nossa vida. Deus nos conhece até o número dos nossos cabelos. Nas mãos DELE estamos seguros. Isto é a boa nova para este dia.

21 de Junho 2014 - São Luis Gonzaga

Leitura: 2 Cr 24, 17-25

Evangelho: Mt 6, 24-34

 

Buscai primeiro o Reino de Deus! Fazer a diferença num mundo que está agitado e ansioso pelo lucro e preocupado com tantas coisas. O que precisamos será nos dado enquanto realizamos justiça e paz nas nossas convivências.

20 de Junho 2014

Leitura: 2 Rs 11, 1-4.9-18.20

Evangelho: Mt 6, 19-23

 

Brigar por poder e posições marcam a nossa vida. A palavra do evangelho nos orienta a olhar mais o ser que o ter. O que somos ninguém pode tirar ou roubar de nós. Aquilo que temos está sempre em perigo e precisa ser defendido. Somos chamados a sermos humanos e cultivar a vida.

19 de Junho 2014 - Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo

1ª Leitura: Dt 8, 2-3.14-16

2ª Leitura: 1 Cor 10, 16-17

Evangelho: Jo 6, 51-58
 

Deus alimenta o seu povo na aridez da caminhada pelos desertos do dia a dia. E ELE convida a colaborarmos no projeto de um mundo novo participando da vida de seu Filho Jesus Cristo. Ele nos chama a viver em comunhão com o próximo e com a criação.

18 de Junho 2014

Leitura: 2 Rs 2, 1.6-14

Evangelho: Mt 6, 1-6.16-18

 

Eliseu pediu a continuar vivendo no espírito de Elias e foi concedido a ele. Ele se tornou servidor de Deus e de seu povo na promoção da justiça e da paz. Jesus desafia a nós o mesmo: aspirar o Espírito de Deus para não viver para si mesmo, mas praticar a justiça a favor dos demais. A nossa vida seja serviço e não auto-apresentação ou auto-promoção. O projeto é a construção do Reino de Deus para todos.

17 de Junho 2014

Leitura: 1 Rs 21, 17-29

Evangelho: Mt 5, 43-48

 

O amor que Deus nos desafia é mais que um laço de simpatia ou familiar. O amor é decisão de fazer bem ao outro independente de receber o mesmo de volta. Onde há reciprocidade do amor tudo é fácil. Mas a verdade do nosso amor e sua sinceridade se mostra quando o outro não há retribuição. Assim como Deus ama os bons e os maus e alimenta sua vida com o sol brilhando e a chuva caindo, assim somos chamados a amar a cada um que se torna nosso próximo.

16 de Junho 2014

Leitura: 1 Rs 21, 1-16

Evangelho: Mt 5, 38-42

 

Cobiça – a palavra chave neste dia. Por cobiça o rei Acab mata o Nabot para possuir a vinha dele. Tudo que vemos e ouvimos provoca nossas reações. Muitas vezes somos tentados a quer possuir e ter, mas também reações de medo e de nos defender ou simplesmente de ignorar. No sermão da montanha Jesus nos desafia a vencer estas reações impulsivas e responder a vida e todas as situações se doando. Este se doar está baseado na confiança no amor de Deus. ELE está ao nosso lado.

14 de Junho 2014

Leitura: 1 Rs 19, 19-21

Evangelho: Mt 5, 33-37

 

Vosso ´sim´ seja um sim, e vosso ´não´ um não! – Somos chamados a responder com sinceridade e serenidade aos chamados da vida e a nossa vocação. Vivemos hoje uma inflação de palavras faladas e escritas – e a maior parte perde a validade no momento em que fica pronunciada. Fazermos valer hoje as nossas palavras.

15 de Junho 2014 – Solenidade da Santíssima Trindade

1ª Leitura: Ex 34, 4-6.8-9

2ª Leitura: 2 Cor 13, 11-13

Evangelho: Jo 3, 16-18

 

Deus consiste na comunhão do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O ser humano criado a imagem de Deus está desafiado a realizar comunhão nas suas vivências. Os textos deste domingo nos falam do amor de Deus pelo mundo e de sua misericórdia. O apóstolo Paulo nos chama a cultivar este amor cultivando entre nós concórdia e relações de paz. Este dia nos convida a recuperar o nosso estado de ser imagem de Deus neste mundo.

13 de Junho 2014 – Santo Antônio de Pádua

Leitura: 1 Rs 19, 9.11-16

Evangelho: Mt 5, 27-32

 

Encontrar com Deus – projeto da nossa vida para alcançar paz e felicidade. A história bíblica nos fala que este Deus se manifesta conforme das circunstâncias que vivemos. Enquanto Elias tem que sair das agitações do seu dia a dia – ele estava numa briga continua com o rei de Israel cobrando justiça – para encontrar Deus no silêncio de uma brisa de vento, chama Jesus seus discípulos a se virar para o dia a dia e mudar as práticas vivenciais: voltar a ser fiel nas relações no dia a dia, valorizar a família e cultivar de novo comunhão de bondade. O que será o desafio dos nossos dias? Onde encontramos Deus hoje? – Num mundo muito agitado precisamos talvez de tudo um pouco: buscar momentos de silencio e também renovar nos nossos compromissos sociais para com o nosso próximo, de modo especial nas famílias. Assim ELE vai se manifestar também para nós hoje.