Pão para a vida

Padre Miguel faz reflexões diárias a partir da leitura da Palavra de Deus.

Breve histórico:

Nome completo: Michael Rohde, Missionário do Sangue de Cristo -CPPS
Nascido na Alemanha parte ocidental, na região Norte, interior de uma vila pequena localizada no meio entre Frankfurt e Hannover.
Entrou no seminário 1985, foi ordenado diácono 1992 e trabalhou um ano e meio numa paróquia na Baviera perto da fronteira com Áustria, 50 km distante de Salzburgo onde eu estudou.

Em1993 foi sua ordenação sacerdotal. Por dois anos trabalhou como vigário numa paróquia perto do Lago de Constância na fronteira com Suíça. De 1995 a 2000 trabalhou como formador e professor no Colégio da congregação na região de sua origem (5 km distante da casa de seus pais). Era o local onde passou seu tempo escolar. Tinha que cuidar dos jovens que ficavam internados e voltavam para suas famílias só no final da semana. Em 2000 fecharam esta parte do internato do colégio e assim ficou livre para vir para o Brasil. No ano 2000 cursou de língua Portuguesa no CENFI em Brasília. 2001 e 2002 trabalhou como vigário no Perpétuo Socorro e na Catedral na cidade de Altamira. 2002 até 20012 reitor do seminário de sua Congregação em Ananindeua. Desde então, voltou a trabalhar como pároco do Perpétuo Socorro em Altamira.

FaceBook  Twitter  

31 de Julho 2014 – Santo Inácio de Loiola

Leitura: Jr 18, 1-6

Evangelho: Mt 13, 47-53

 

O oleiro trabalho o barro para criar vasos ou tijolos ou outras coisas importantes para a vida. As obras que saem com sucesso vão para o forno para sejam queimadas e assim fixadas. Aquilo que não sai bem fica amassado para ser de novo trabalhado. - Esta palavra do Profeta Jeremias é uma imagem da nossa vida. Deus quer nos formar para que tenhamos um significado na vida e para contribuímos para o projeto do mundo. Sobre o valor da nossa vida não decide o que nós achamos como sucesso ou vitória, mas apenas o quanto contribuímos para o projeto do Reino de Deus. - Santo Inácio fez esta experiência. Ele se considerou importante como soldado e guerreiro. Ferido em uma batalha ele descobriu que sua vocação era ajudar outros na vida espiritual e na procura de Deus. Assim cada um de nós tem a sua vocação própria. Deixamo-nos hoje animar para descobri-la.

FaceBook  Twitter  

30 de Julho 2014

Leitura: Jr 15, 10.16-21

Evangelho: Mt 13, 44-46

 

O profeta Jeremias é uma das figuras trágicas no Antigo Testamento. Ele nunca experimentou sucesso, mas sim perseguição e desprezo. Mas, Jeremias encontra a paz na sua vida e nos momentos difíceis na palavra de Deus. Aqui ele encontra justiça e consolo. Deixamo-nos hoje envolver em paz e justiça contemplando e acolhendo a palavra de Deus que nos chama mais uma vez a descobrir o Reino de Deus na pessoa do próximo. Aqui está ou tesouro que vale mais que qualquer outra coisa.

FaceBook  Twitter  

29 de Julho 2014 – Santa Marta

Leitura: 1 Jo 4, 7~16

Evangelho: Jo 11, 19-27

 

Este dia nos convida a refletir sobre o amor. O amor é mais que um sentimento ou uma emoção que vem e vai. O amor é uma decisão de deixar ou outro fazer parte da minha história de vida, é decisão de confiar no outro – seja porque ele ou ela é pessoa boa ou confiar na capacidade que ele ou ela possa mudar e melhorar. Amar significa fazer bem ao outro independente se mereça ou não. O amor como atitude é a força maior que qualquer morte.

O evangelista João nos fala que o amor é a única maneira como encontrar Deus. No amor Deus se manifesta. E Deus é amor. Não existe outro caminho para Deus senão pelo amor ao próximo.

FaceBook  Twitter  

28 de Julho 2014

Leitura: Jr 13, 1-11

Evangelho: Mt 13, 31-35

 

As parábolas da semente de mostarda e do fermento falam de uma verdade da nossa vida. Qualquer atividade ou projeto da nossa vida exige nosso empenho total. Coisas realizadas pela metade não prestam para nada. E dedicação total exige decisão. Fazendo um é preciso deixa outro. Estes processos de vida vão nos transformar. A semente que cai na terra morre por um lado, mas se transforma numa planta enorme. O fermento colocado na massa se perde nela, mas produz um pão ou bolo gostoso. Estas parábolas chamam a todos nós que ficamos paralizados nas nossas vidas por medo que algo poderia mudar. Temos medo que a vida possa ficar pior e temos medo de algo novo que ainda não conhecemos. A tentação é ficar no estado atual que conhecemos. O evangelho nos chama arriscar o novo.

FaceBook  Twitter  

27 de Julho 2014

1ªLeitura: 1 Rs 3, 5.7-12

2ª Leitura: Rm 8, 28-30

Evangelho: Mt 13, 44-52

 

Aprendemos que oração é importante para nós. Mas, o que rezamos e o que pedimos de Deus? - Pedimos que nós nos livre de dificuldades? Que Ele nos conceda o necessário para a nossa vida? Ou que Ele nos proteja contra forças malignas? - Salomão pediu sabedoria para discernir a vida e as próprias ações. Parte da sabedoria também é do que Paulo nos fala: “Quem está com Deus àquele tudo na vida serve para o bem!” Com isto temos as nossas dificuldades. A nossa vida está cheia de rejeições e negações. Julgamos muitos momentos como negativos. O evangelho nos convida a descobrir o Reino de Deus no campo, na terra onde trabalhamos, nosso dia a dia. Assim descobrir o Reino, o projeto de Deus em cada pessoa que encontramos. Esta descoberta nos leva a fazer bem a cada um e fazer desta maneira o Reino de Deus crescer.

FaceBook  Twitter  

26 de Julho 2014 – Santos Joaquim e Ana (pais de Nossa Senhora)

Leitura: Eclo 44, 1.10-15

Evangelho: Mt 13, 16-17

 

Não sabemos muito de São Joaquim e de Santa Ana, dos pais de Maria. Podemos apenas contemplar a importância dos dois a partir das atitudes da filha. Maria vivia numa confiança firme em Deus. Resultado da vida e da educação recebidas dos pais. Somos convidados neste dia a refletir sobre tudo que nós recebemos das nossas famílias e dos nossos amigos e vamo-nos juntar ao Eclesiástico: “Vamos fazer o elogio das pessoas famosas, nossos antepassados através das gerações!”

FaceBook  Twitter  

25 de Julho 2014 – Apóstolo São Tiago

Leitura: 2 Cor 4, 7-15

Evangelho: Mt 20, 20-28

 

Competição, luta por reconhecimento e medo de falhar e perder marcam a nossa vida. Queremos valer como autoridades, como pessoas dominando a vida com todas as suas dificuldades. O evangelho nos apresenta hoje os apóstolos com as mesmas atitudes. Eles querem ser grandes neste novo reinado de Jesus de Nazaré. Mas, ele deu aos discípulos e dá hoje a nós uma resposta desafiadora: Quem quer valer, quem quer ser grande deve se tornar servidor. A palavra que o evangelho aqui usa é “escravo”. Ser humilde, se sentir como escravo do próximo – nisto consiste a vida do Cristo e assim somos nós desafiados a imitá-lo.

FaceBook  Twitter  

23 de Julho 2014

Leitura: Jr 1, 1.4-10

Evangelho: Mt 13, 1-9

 

O profeta Jeremias provavelmente é a figura mais trágica do Antigo Testamento. Ele vence até a personalidade do Jô. Vocacionado e confirmado como escolhido ele passou uma vida atrapalhada e finalmente sem sucesso. Ele parece como o semeador do evangelho que semeando perde quase 80% das sementes que caem em chão não predestinado para produzir frutos. O amor de Deus não depende do nosso sucesso. O amor de Deus é incondicional. Jeremias é modelo de uma pessoa que se deixou envolver no projeto de Deus com todas as consequências.

FaceBook  Twitter  

24 de Julho 2014

Leitura: Jr 2, 1-3.7-8.12-13

Evangelho: Mt 13, 10-17

 

Deus nos chama a viver com responsabilidade. Está confiado a nós este mundo, a criação. Jeremias tem que denunciar a irresponsabilidade de seu povo. Jesus expressa o mesmo dizendo que só poucos entendem o projeto de Deus e respondem ao chamado para uma vida em plenitude. Temos que decidir a nossa vida hoje de novo.

FaceBook  Twitter  

22 de Julho 2014 – Santa Maria Madalena

Leitura: Ct 3, 1-4

Evangelho: Jo 20, 1-2.11-18

 

Em Maria Madalena o Novo Testamento nos apresenta uma história de conversão. Da prostituta e pessoa possuída se desenvolve uma discípula fervorosa e fiel. Este dia quer nos animar a acreditar no amor e na misericórdia de Deus. Nenhum momento na história da nossa vida passa a toa. Cada momento nos chama a procurar a proximidade e intimidade com este Deus que só sabe amar. Deixemo-nos hoje envolver neste amor na realidade que estamos vivendo.